Tag: hipnose médica

Onde e como a hipnose pode ser utilizada?

A hipnose vem ganhando fama: agora é importante não tropeçar outra vez!

A hipnose como aliada à saúde e bem-estar ganha mais respeito e fama a cada dia que passa. E não é à toa. Pois, afirmo, as possibilidades e benefícios do uso do processo hipnótico são infinitas.

Porém, a forma como a hipnose é abordada por muitos, ainda limita o verdadeiro escopo de definição e utilização da hipnose. Para não correr o risco de continuarmos dando passos lentos, como no passado, é necessário definir e categorizar a hipnose e sua utilização.

Desenvolvimento do Controle Hipnótico

A prática hipnótica, direta ou indiretamente, sempre força e leva ao Desenvolvimento do Controle: Controle mental, controle comportamental, controle atlético, controle sensorial, controle terapêutico e controle metafísico são as primeiras categorias. Este controle pode ser desenvolvido em dois contextos hipnóticos: Contexto Hipnótico Individual e Contexto Hipnótico Grupal. Os contextos, por sua vez, podem ser aplicados pela hetero-hipnose, prática hipnótica onde o operador hipnotiza outra pessoa, ou pela auto-hipnose, prática hipnótica onde o operador é hipnotizado por ele mesmo.

Controle Hipnótico das Massas

Observação: O controle das massas também está associado a uma das categorias de uso da hipnose, mas explicarei em outro artigo, por tratar-se de um contexto de aplicação exclusivamente grupal e por ser um assunto quase raro, quando estudado no campo da prática hipnótica contemporânea.

Categorias do Desenvolvimento do Controle Hipnótico

As categorias abaixo focam-se à aplicação da hetero e/ou auto-hipnose como fenômeno individual, mas não limitam-se a mesma.

1. Controle Mental

Controle dos pensamentos e dos processos cognitivos.

2. Controle Comportamental

Controle de comportamentos compulsivos: roer unha, alimentação, parar de fumar (tabagismo); motivação à prática de novas atividades: incentivo à atividade física, estudos, leitura são algumas delas.

3. Controle Atlético

Aprimoramento do desempenho atlético, auxílio na recuperação muscular, na prática de atividades físicas, aceleração do metabolismo, no treinamento muscular autônomo e no auxílio do metabolismo específico de substâncias.

4. Controle Sensorial

Hipno-anestesia, hipno-analgesia, ajuda em preparos pré e pós cirúrgicos, controle da ansiedade e da percepção sensorial de modo geral.

5. Controle Terapêutico

Autoconhecimento, harmonização, controle emocional, desenvolvimento da autoestima, da autoconfiança e assertividade, facilitando o combate a depressão, tristeza, timidez, medos, fobias e outros problemas de cunho emocional.

6. Controle Metafísico

Experiências fora do corpo, sonhos lúcidos e mediunidade.

Criando um padrão de vida Hipnoticamente Positivo

Como pode-se notar, a prática e Desenvolvimento do Controle Hipnótico quando praticado e exercitado de forma positiva, traz inúmeros benefícios. Este Controle Hipnótico, em todos os contextos, serve como um recurso indispensável para a criação de um padrão de vida Hipnoticamente Positivo.

O outro lado da moeda

O desdém pelo Desenvolvimento do Controle Hipnótico, aumenta as chances da criação de um padrão de vida Hipnoticamente Negativo.

Ter uma vida hipnoticamente negativa é sucumbir com facilidade ao estresse, decepções, frustrações, problemas e dificuldades diárias.

Conclusão

Através da hipnose, é possível criar novos padrões positivos de funcionamento diário e gerar harmonia e bem-estar, no contexto individual ou grupal, através da hetero e da auto-hipnose.

Hipnose no Wall Street Journal (WSJ)

A hipnose recebeu destaque no Wall Street Journal.

Leia o artigo completo no link abaixo:

http://online.wsj.com/article/SB10001424052702304444604577337542464817590.html