Se você leu um artigo, assistiu uma entrevista ou depoimento de alguém falando sobre hipnose e ficou com dúvida sobre quem é hipnotizável ou não; saiba que você, como todo mundo, é. Segue abaixo algumas razões para você entender por que.

1. Você dorme

Hipnose é um estado onde você está meio desperto e meio adormecido. Todos os dias, já tendo sido hipnotizado ou não, você passa por este mesmo estado mental para entrar no sono comum, experienciado por todos.

2. Você acorda

Para retornar ao estado real de despertar, de vigília, você deve atravessar novamente o estado hipnótico, onde você está meio adormecido e meio desperto. Episódios de narcolepsia temporária podem ser notados quando alguém não sai do transe hipnótico por completo, algo que ocorre também com pessoas que podem usufruir de uma melhor noite de sono.

3. Você lê

A atenção provocada pela leitura cria um estado mental naturalmente hipnótico. Neste momento em que o uso da lógica e da razão é utilizada para absorver informações e novos aprendizados, dentre outros itens, a hipnose é o mecanismo que lhe permite atender rapidamente as interpretações conscientes e inconscientes, através de um canal de comunicação duplo, que une estes dois polos mentais. Veredicto final: você só sabe ler porque é hipnotizável.

4. Você aprende

Você aprende quando lê, quando assiste um filme, um documentário, uma aula, ou quando observa qualquer outro fenômeno diário. Você só não está aprendendo quando se determina a não aprender, mas, ainda assim, esta decisão foi apenas consciente e, por vezes, não consegue substituir a relevância do mecanismo de aprendizado inconsciente inerente a mente humana, absorvendo novas informações da mesma forma. Exemplo: Se você não lembra o nome deste artigo, lembra, ao menos, que foi interessante o suficiente para que você tenha a vontade de lê-lo. Este seria um exemplo de aprendizado onde seu inconsciente prevaleceu. Mas, caso você lembre o nome do artigo, juntamente com os motivos que o levaram a lê-lo, pode-se dizer que tanto sua mente consciente quanto inconsciente trabalharam muito bem logo num primeiro momento.

5. Você respira

Tente parar de respirar por alguns instantes. O que acontece? Seu corpo começa a ter reações físicas para que você entenda que ele precisa continuar respirando. Mas, digamos que você, consiga, por força de vontade ou pela circunstância, realmente ficar sem respirar por um bom tempo. O que acontece? Seu inconsciente te apaga; te desmaia, apenas para te mostrar como você não tem controle de tal processo como o da sua respiração, do modo que você tentava ter e, obviamente, para salvar sua vida. É natural que, com o treinamento apropriado, você torne-se capaz de prender a respiração por mais tempo, mas o mecanismo inconsciente que cuida da sua integridade física estará em pleno funcionamento, te desmaiando, para não permitir que você inflija dano ao seu próprio organismo. Uma vez que, se você não cuida da sua integridade física conscientemente, seu inconsciente se utilizará de mecanismos próprios para tal.

Hipnose é algo extremamente simples

E se tornará ainda mais simples, a medida que você entender que a hipnose, como, estado, não passa de uma forma incrivelmente otimizada de aprender e absorver informações. No contexto terapêutico este é o caminho para você conseguir o que quer, mudando o subconsciente. O subconsciente sempre é o objeto de mudança desejada em qualquer circunstância humana e a hipnose é a melhor forma de dominá-lo.